segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Observação: Juventus

Sem mexer muito no plantel, a Juventus continua a ser o maior candidato ao título em Itália. Decidi ver o jogo com a Lázio para ver como estava a equipa este ano.

1. Sistema: 3-5-2 em ataque, 5-3-2 em defesa. Igual ao ano passado, agora com Tévez no onze e neste jogo com Pogba no lugar de Marchisio.
Lichsteiner e Asamoah encarregues de todo o corredor.
Vidal é o elemento mais móvel na zona central.
2. Problemas com movimentações horizontais na segunda linha. Tradicionalmente, lateral do lado da bola sai ao extremo, interior do lado da bola sai ao lateral, Pirlo sai ao jogador na zona central. Quando a bola vem da ala para o interior, tem que existir uma dinâmica de compensações executada rapidamente. Mas mesmo que seja perfeitamente executada, há um problema: se o interior do lado oposto e o lateral estão a reduzir espaços no meio e não há extremos (nem nenhum dos avançados recua), então o lateral (ou extremo) adversário do lado oposto consegue receber a bola com muita liberdade quando é feita uma mudança de lado de jogo. Como se pode ver no lance do golo da Lazio, Pogba fica com 2 opções: ou fecha no meio e dá muito espaço a González ou fica mais próximo da lateral e dá o meio a Hernanes. Acabou por ficar a meio caminho e Hernanes rematou, no ressalto Klose marca. Também Pirlo não fica muito bem na imagem. Com cobertura a Vidal assegurada, procurou tapar a linha de passe para Hernanes, mas chegaram dois passos atrás por parte do brasileiro para retirar Pirlo da jogada. Contra uma equipa de bons rematadores de meia distância é muito perigoso e logo a seguir ao golo, a Lazio criou 2 situações de perigo por Lulic e Radu (também no vídeo). Não sou grande fã deste sistema de jogo e resolvia esta situação trocando-o. Ainda assim, outra maneira de o resolver poderia ser com a presença do lateral do lado oposto na linha de meio-campo. Ficariam duas linhas de 4 jogadores, o que tornaria muito mais fácil cobrir todo o espaço (na horizontal).
video

3. Organização Ofensiva: as entradas de Vidal e a estranha adaptação da Lázio à Juventus. Tremenda a importância do chileno na criação de situações de perigo, como se pode ver no vídeo abaixo.



Estranha a tentativa de encaixe da Lazio na Juventus...
Pirlo e os centrais com muita liberdade, não é pois de estranhar que Bonucci tenha feito 2 assistências. E Hernanes a seguir Vidal é tarefa hercúlea. Também não se estranham os dois golos do chileno. Pode-se ver também no último vídeo (pausando aos 45 segundos) que a distância entre Lulic (que está na linha defensiva no segundo golo) e Radu é enorme. Se Radu não tem como obrigação estar perto de nenhum dos avançados, poderia preocupar-se mais com as entradas de Vidal, aproximando-se mais de Lulic, e também Lulic deveria procurar defender mais interior.

2 comentários:

  1. Parabéns pelo blog. Estava nos meus favoritos mas não acompanhava regularmente, prometo fazê-lo agora.

    ResponderEliminar